domingo, 21 de outubro de 2012

Filme da Semana: Massacre in Dinosaur Valley (1985)

























Título Original: Nudo e Selvaggio
Gênero: Trash / Terror / Erótico / Ação
Tempo de duração: 88 min
Ano de lançamento (ITA): 1985
Direção: Michele Massimo Tarantini
 Elenco: Michael Sopkiw, Milton Rodriguez, Suzane Carvalho, Joffre Soares, Gloria Cristal e Marta Anderson.


Eu sei que ando meio sumido com pos posts mais elaborados como os de filmes, crônicas e álbuns. Mas a coisa anda corrida pro lado do tio CDX agora que ele é um empresário do ramo de importações hehehe... Mas prometo aos poucos retomar a nossa rotina do blog MOVER , MATAR E DESTRUIR.

Virei fã do site Nudo e Selvaggio que tem uma baciada de filmes trashs e de gosto duvidoso. Sempre com uma boa dose de erotismo (bunda-le-lê e peitinhos free pra moçada). E eis que fuçando ali e aqui descobri que Marcelo Carrard, o idealizador do site em questão, batizou o seu espaço pra filmes com o título  um filme "clássico" do estilo Selva-canibais-putaria.





Essa pérola de 1985, que tinha com título original Nudo e Selvaggio, saiu nos EUA com o nome de "Massacre In Dinosaur Valley", e no Brasil foi chamado "A Baixada dos Dinossauros". Faço questão aqui de citar o título brasileiro pois essa película foi filmada aqui no Brasilzão e com atores brasileiros no elenco!

O filme mostra o que o Brasil no maior clichê de sempre: samba, mulher biscate pelada , e selva amazônica. Só faltou uma pontinha de futebol pra fechar o pacote. É foda! E a linha trash do filme você já pode imaginar: Uma galera cai de avião na Amazônia, e tem que lutar pela sobrevivência, evitando uma tribo canibal e uns garimpeiros malacos.

Junto ao enredo um americano galã, caçador de ossos de dinossauros (na Amazônia?!) , um veterano da guerra do Vietnã metido a Rambo, uma biscataiada que dá pra todo mundo (esse é o núcleo "sexy" do  filme), uma perua que vai pra selva de salto alto, e um fotógrafo godudo e de bermudinha (que teve ter levado picada de muriçoca até na bunda).



O filme é tenso. Efeitos especiais de merda. Índios nada haver (canibais na Amazônia véi!). Figurantes tomando Brahma e comendo banana! Isso é Brasil anos 80. Isso é Nudo e Selvaggio.

Apesar de eu achar o Sexy Nights of the Living Dead mais forte pornograficamente falando, o Nudo e Selvaggio sofreu vários cortes ao longo dos países onde foi exibido. Curiosidade é que o filme originalmente é falado em italiano e português (no caso dos atores brasileiros), sendo que depois na produção dublaram a galera toda em inglês.



CDX

Um comentário:

Ronni Goltara disse...

beleza de filme. com direito a clone do Hugo de Lost. kk