quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Personalidade da semana : Steve Jobs


Imagine uma pessoa capaz de mudar toda a forma de se trabalhar, comunicar e se divertir de uma geração. Essa pessoa foi Steve Jobs. Um gênio como poucos. Talvez um dos últimos magos da tecnologia que ainda estava vivo.

O que ele fez demais? Bem... ele fundou, desenvolveu e comandou a Apple, talvez a maior empresa de tecnologia da história. Ele foi o homem responsável pela criação e popularização do computador desktop. Se não fosse por ele, talvez até hoje os computadores estariam limitados ao uso privado de grandes empresas. O PC (computador pessoal) tal qual o conhecemos hoje, acessível a todos, tanto para entretenimento quanto para trabalho, foi idéia de Jobs.

Foi ele também que incorporou o mouse no uso do computador. Antes de Steve Jobs os computadores eram operados apenas no teclado. Já pensou?

O fundador da Apple também popularizou o uso da mp3 (isso mesmo!). Enquanto as grandes corporações lutavam para manter a vida dos CDs de áudio, e brigavam contra a pirataria, Jobs investiu e apostou na mp3. Popularizou o formato com o lançamento do iPod e de sua loja virtual de venda de mp3 através do aplicativo iTunes.

De sua mente brilhante saíram talvez os produtos mais cobiçados (e copiados) da história da tecnologia: ele inventou o iMac, o iPhone, iPod e o iPad. Toda essa tecnologia touch screen que existe hoje que possibilita manusear programas e dados com o toque dos dedos só existe pelo esforço de Steve Jobs.

Dificilmente alguém nesse planeta nunca utilizou algo que tenha sido desenvolvido por ele. E se não bastasse tudo isso, quando ele estava meio entediado, resolveu fundar uma empresa de animação 3D. Que empresa é essa? É a PIXAR ! Isso mesmo! Ele criou a empresa de computação gráfica responsável por alguns dos maiores sucessos das animações como Toy Story, Nemo e Cars.

Ele também foi fundador da empresa Next de computadores que posteriormente foi incorporada pela própria Apple.

O símbolo da principal empresa que ele criou era uma maçã mordida, simbolizando a maçã do Éden que foi mordida por Adão e Eva. Essa maçã era o fruto proibido da árvore do conhecimento, segundo a Bíblia. E é justamente essa metáfora que sintetiza a vida de Steve Jobs! A maçã mordida representa o conhecimento adquirido, e é esse conhecimento que Jobs adquiriu que ele queria transmitir e popularizar. E conseguiu através de seus computadores, que se tornaram acesssíveis a todos. Talvez nem todos tenham chance de comprar um legítimo Mac ou iPad devido ao seu valor. Mas certamente essas máquinas serviram de base para os concorrentes copiarem e baratearem, o que gerou um ciclo tecnológico, impulsionando cada vez mais o desenvolvimento de novos produtos, e o conhecimento em novos consumidores.


Steve Jobs sofria de um tipo raro de câncer no Pâncreas, diagnosticado em 2004. Sobreviveu durante 7 anos até ontem quando veio a falecer. A doença se alastrou para o fígado, que mesmo após um transplante continuou se expandindo.

Conhecido por apresentar cada novo produto lançado pessoalmente, Jobs foi abandonado pelos pais biológicos e foi adotado por Paul e Clara Jobs sendo que nunca terminou um curso superior. Isso não o impediu de se tornar um dos maiores gênios da história. Deixa viúva e 4 filhos.



CDX

Um comentário:

Erasmus Garp disse...

Ouvi dizer que qdo ele saiu da Apple pra fundar a própria empresa, os caras a compraram só para ter ele de volta.